Skip to content

Vestígios de Lemúria no Oceano Pacífico

January 8, 2011
Lemúria, o continente perdido do Pacífico – assim como a Atlântida, que por sua vez se situava no Oceano Atlântico, lendários continentes que segundo as mais antigas lendas e tradições há muito milênios submergiram devido a um enorme cataclismo de natureza não inteiramente identificada. Nesta antiga pintura, o artista mostrou através de uma primorosa alegoria os imensos edifícios e as pirâmides da Lemúria sendo tragados pelo mar em fúria, em meio ao desespero dos seus habitantes. Mas até que ponto essas lendas seriam mesmo lendas?
No meio do Oceano pacífico existem estranhos vestígios de uma antiga civilização, assim como acontece na Ilha de Páscoa com os seus mais de trezentos Moais – gigantescas estátuas que olham para o horizonte e que retratam, segundo as lendas indígenas, as figuras dos “homens-pássaros”!
Na foto, a chamada “Pedra da Roseta de Okinawa”, milenar artefato contendo estranhos símbolos que foram devidamente identificados pelos cientistas japoneses que, perplexos, nela encontraram a descrição de um mundo engolido pelo mar revolto!
E no Pacífico Norte, em uma localização que ainda é mantida em sigilo, os mergulhadores encontraram de fato as colossais ruínas de uma cidade muito antiga, cujo esboço é mostrado acima e que por sinal ainda está sendo devidamente explorada, pois resta muito a descobrir!
Recentemente, essas imagens da IMD Films mostram os mergulhadores em meio a imensas pilastras e outras colossais estruturas submersas.
Aqui, pedras trabalhadas mediante cortes muito precisos.
Imensos degraus conduzem ao que teria sido um templo!
E existem até mesmo ESTRADAS que circundam todo aquele vasto complexo!!!!
Nesta foto, vemos a prova cabal de que tudo aquilo ali disposto jamais poderia ter sido obra da erosão. As mãos de seres inteligentes estão de fato demarcadas! Note-se os cortes extremamente precisos dos imensos blocos rochosos e que logicamente foram produzidos mediante o emprego de sofisticadas ferramentas.
Aqui, uma outra estrada conduz ao interior da abertura circular de mais uma enorme edificação! Note-se as muretas laterais!
E bem no topo de um imenso edifício está este colossal símbolo – não-identificado em sua natureza mas que vagamente lembra uma tartaruga, ou quem sabe uma estilizada aeronave!
E diante dele, os mergulhadores se tornam pequenas figuras!
E eis o melhor de tudo: um imenso, verdadeiramente colossal, rosto de pedra! Na foto, o mergulhador pesquisa a cavidade do seu olho direito. segundo se sabe, essa face seria bastante semelhante às dos intrigantes Moais, situados na distante Ilha de Páscoa!
Detalhes dos olhos e parte do nariz de outro imenso rosto rochoso! 
E aqui, a prova definitiva de que essas ruínas de uma perdida e sobretudo desconhecida civilização outrora se situavam na superfície e que realmente foram tragadas pelo mar: estalactites e estalagmites somente podem ser produzidos em terra firme!
Via: http://aballandotudo.blogspot.com
One Comment leave one →
  1. September 16, 2011 2:18 am

    Quando começam a surgir as revelações, de grandes achados arqueológicos que revelam a grandiosidade que a humanidade já foi em tempos remotos, é impossível não sentirmos um aperto no coração, uma “saudade” do grande conhecimento que um dia a humanidade já teve.As pirâmides do Egito e tantas outras espalhadas no mundo, os monumentos de grande porte e os achados arqueológicos revelam uma humanidade sofisticada, conhecedora de grandes tecnologias, espiritualizada e poderosamente sábia. Bate no peito uma angústia e ao mesmo tempo um desejo forte de recobrar, redescobrir, encontrar novamente e dominar estes conhecimentos tão maravilhosos.Com base nesta emoção, eu gostaria de falar sobre a “Caixa Preta da Humanidade” este lugar onde está armazenado todo o conhecimento que um dia já era dominado sobre a terra, este conhecimento está aflorando nos dias atuais, ele está emergindo das profundezas de nosso ser.Gustav Jung discípulo de Freud já escreveu sobre o inconsciente coletivo, que se trata de um saber absoluto sobre toda a verdade, um lugar onde todo o conhecimento está disponível, mas está inconsciente e adormecido na psique de cada ser que possui consciência. Basta sabermos como acessar este conhecimento, mas atualmente NÓS SABEMOS!!!! Este conceito vai de acordo com os registros akachicos, este conhecimento maravilhoso que as canalizações nos trazem, nossos canalizadores são verdadeiras correntes de resgate que estão puxando os conhecimentos submersos novamente para a superfície.Isto produz grande alegria, sejamos pacientes, ainda teremos novamente o conhecimento que um dia organizou Atlântida, o nosso magnífico continente perdido. Mas que desta vez saibamos usar esta tecnologia para o bem maior, sem repetir os erros ancestrais!!!!Não precisamos ter medo de que a verdade e os conhecimentos nãos sejam revelados pois A VERDADE sobre tudo existe, independente de se saber dela ou não!!!Por existir sempre, também está permanentemente sujeita a ser descoberta. Em um dado tempo alguns podem até ocultar UM GRANDE SEGREDO ou um grande conhecimento da humanidade, mas em outro tempo, este grande segredo ou grande conhecimento poderá ser redescoberto por outros!!!Não é possível ocultar um conhecimento importante para sempre, pois O VERDADEIRO CONHECIMENTO não é uma criação, não podemos criar OS GRANDES CONHECIMENTOS, podemos sim, DESCOBRI-LOS OU REDESCOBRI-LOS !! O conhecimento existe independente de nós. !Nossos Mestres estão trazendo aos poucos, novamente, os Grandes Conhecimentos para serem novamente aplicados.Muita Luz !! Paz!! Harmonia e Entusiasmo para que ler estas palavras Ígneo Deorum.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: