Skip to content

Arcanjo Uriel: A Escolha da Alma e do Eu

June 21, 2011
(Canalizado por Jennifer Hoffmann – 20/06/2011)
Cada existência é um ciclo de cura, uma oportunidade para realinhar as energias que, por meio de um aspecto do medo, criar impressões que estão fora do alinhamento com o seu potencial energético mais elevado de amor incondicional. O retorno ao plano material em cada existência é para realinhar o eu e a alma de modo que eles estejam perfeitamente integrados e alinhados com esse potencial energético. Cada pessoa está no caminho do alinhamento, que é realizado através dos ciclos de cura, uma trajetória energética de reconhecimento, compreensão, alinhamento e transformação.
Os ciclos de cura incluem uma mudança nas vibrações energéticas, vivenciadas por meio de vistas físicas que demonstram o tipo de energia que está fora do alinhamento. Faz-se uma escolha a cada vez que um ciclo de cura é apresentado, para viver através da cura ou permitir que se transforme de modo que suas impressões sejam mudadas e alinhadas com a vibração superior. Essa escolha é feita pelo eu e pela alma; o eu deseja superar, validar sua experiência e conquistar. O desejo da alma é criar uma alteração energética e liberar conexões. Quando esses dois desejos estão alinhados, o ciclo de cura pode continuar até a conclusão. Quando não estão alinhados, outra jornada de cura já começou, com o propósito de permitir que o alinhamento ocorra.
A compreensão vem do conhecimento da alma de que a dor ocorre quando a energia está alinhada com o medo. Permitir que o medo seja transformado e liberado, sem buscar culpar ou julgar o outro, alinha o eu com a alma e altera o caminho da cura para a transformação. Pode o eu ficar satisfeito com a cura suave e indolor, ou existe uma necessidade de “fazer” algo e produzir um resultado que valide o desejo do eu de ser exaltado e sentir-se impotente na exata situação em que já se sentiu assim? O eu busca validação em cada experiência; a alma compreende que todas as experiências são reflexos de um propósito de cura e que curar um é curar todos.
Quando a alma e o eu estão alinhados por uma vibração energética comum e por compreensão, há um pleno conhecimento da natureza e do propósito do ciclo de cura. Isso traz a transformação para que onde há compreensão, haja também aceitação, compaixão e perdão. Sem essas coisas, o aspecto de cura do ciclo de cura se torna o caminho do eu e a participação da alma é desconsiderada. A escolha para curar-se é para concluir o ciclo, de modo que a transformação, a compreensão e o realinhamento com o amor incondicional sejam o resultado. Isso é o que se chama de o Céu na Terra, o realinhamento do eu e da alma com a vibração energética mais elevada do amor incondicional e isso permite que a ascensão ocorra.
Tradução: Ivete Brito – www.adavai.wordpress.com
Site original: http://www.urielheals.com
No comments yet

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: