Skip to content

Chakras: Explicação dos 7 principais Chakras

June 27, 2011
Durante a semana faremos um especial sobre os chakras, diversos assuntos como: exercícios, mantras, chakras secundários, chakras superiores, etc. Segue a primeira mensagem da semana.

Obs. Antes de ler esta mensagem, Recomendamos a Leitura: O que são os Chakras?

Chakra da Raiz (chakra da base) – Muladhara
O nome em sânscrito significa base, fundamento e suporte.
Localização: O seu cone de energia é vermelho vivo, abre para baixo e fica localizado entre o ânus e os órgãos genitais, na base da coluna vertebral, ao nível das vértebras coccígeas.
Elemento: Terra
Sentido: olfato
Glândula endócrina: supra renal
Planeta: Saturno, Terra
Alimentos: Proteínas
Corpo sutil: físico
Relação com o corpo físico: pernas, pés, cóccix.

Qualidades Positivas: Traz vitalidade para o corpo físico, segurança ao nível material, saúde física, sensação de pés bem plantados na terra, estabilidade, coragem, individualidade, paciência, sucesso.
Qualidades negativas: Insegurança, raiva, tensão, violência; e estando bloqueado atrai a falta de dinheiro, desequilíbrio no trabalho e na família, dores nos ossos e nos dentes, constipações, renite, sinusite, problemas de coluna e renais.

Este chakra relaciona-se com o poder criador da energia sexual. Quando este chakra está enfraquecido, indica distúrbios da sexualidade ou disfunções endócrinas das gônodas. Quando excessivamente energizados, indicam excesso de hormônios, sexualidade exacerbada ou até mesmo a presença de tumores no local.

Muladhara é o centro da circulação energética subtil. Através dele, as energias do planeta penetram no sistema energético subtil e te põem em contato com a energia da Mãe Terra. É a fonte da força vital para os outros centros energéticos.
O arquétipo que representa um chakra raiz equilibrado é a Boa Mãe: Se vives a Boa Mãe sentes, por certo, uma ligação profunda e pessoal com a Terra e as suas criaturas. És calmo e tranqüilo e és incapaz de perder a paciência. Respeitas e defendes todas as formas de vida, pois reconheces que, desde o mosquito ao elefante, do fungo à sequóia, desde ti ao teu maior inimigo, da tua mãe ao Presidente da República, tudo provém da mesma origem: Deus.
Na hipótese de desequilíbrio por hipofuncionamento (falta, ou quebra de energia no fluxo do chakra), apareces a representar o papel de Vítima. Neste caso, a tendência para Retrair. Assim, podes quebrar um pé para te impedires (inconscientemente, claro) de continuar a fazer o que fazias, ou de ir onde costumavas ir e, assim, achares que és um desgraçadinho.
O desequilíbrio por hiperfuncionamento também pode desencadear a experiência da fratura de um pé, mas, agora, para te obrigar a parar. Se é este o teu caso, escolheste recusar o guarda-roupa da Vítima e preferiste o do Ganancioso , cuja motivação é diferente. Este caso verifica-se, quer te entregues voluntariamente a um excesso de atividade, quer te deixes escravizar no emprego. Em ambos os casos, porém, o resultado é o mesmo: forte possibilidade de acumulação de cansaço e tensão, os quais são as antecâmaras da cólera, da frustração e da agressividade e, portanto, dos acidentes e do conseqüente desconforto.
Chakra do Sacro – Swadhistana

O nome em sânscrito significa morada do prazer.
Localização: O seu cone de energia é laranja, fica entre o púbis e o umbigo, ao nível da 1ª vértebra lombar.
Elemento: água
Sentido: paladar
Glândula endócrina: as gônodas (ovários e testículos)
Planeta: Lua
Alimentos: cítricos e vegetais
Corpo sutil: emocional
Relação com o corpo físico: fígado, pâncreas, baço, rins e bexiga.
Qualidades positivas: força e vitalidade física, bom relacionamento com o corpo, assimilação de novas idéias, desejos, emoções, prazer, tolerância, saúde, associado ao dar e receber, gosto pela vida e todo tipo de prazer físico.
Qualidades negativas: confusão, ciúme, impotência, problemas sexuais e de bexiga.
Este chakra é responsável pela energização geral do organismo. Por ele penetram as energias cósmicas mais sutis que a seguir são distribuídas pelo corpo.
Quando este centro está em equilíbrio , decerto te expressas como o Prazenteiro , um arquétipo em cuja constituição prevalece o prazer e o bem-estar, a prosperidade e o crescimento. Devido à forte presença da alegria de viver, adapta-se facilmente ao fluxo da vida e dos sentimentos.
Sempre que este centro está desequilibrado por falta de energia, é bem provável que encarnes o papel do Mártir. A vida deste arquétipo está cheia de sofrimento. É incapaz de realizar as metamorfoses necessárias para modificar as suas atitudes negativas perante a vida e animar as energias estagnadas. Qualquer que seja a situação, é incapaz de se libertar das suas atitudes negativas e gerar um pouco de prazer e satisfação. O crescimento, evidentemente, não ocorre e a felicidade que tão ardentemente deseja e procura, torna-se impossível de vivenciar.
Quando este centro está desequilibrado por excesso de energia, talvez representes o papel do Voluptuoso, para quem só existe o desfrute da vida. Sendo um viciado nos prazeres dos sentidos aprecia a boa-vida, orgias, banquetes e bacanais. É um libidinoso que facilmente cai na lascívia e na luxúria, seja ao nível da comida, da bebida, ou do sexo. É um exagerado nato e a sua vida é caracterizada pela falta de medida e pela inflação do prazer (compulsões).
Chakra do Plexo Solar – Manipura
Em sânscrito significa cidade das jóias.
Localização: O seu cone de energia é amarelo, fica na zona da barriga.
Elemento: fogo
Sentido: visão
Glândula endócrina: pâncreas e supra renais
Planeta: Marte
Alimentos: frutos amarelos
Corpo sutil: mental
Relação com o corpo físico: sistema digestivo.
Qualidades Positivas: digestão, emoções e metabolismo, autocontrole, autoridade, humor, poder pessoal, intelecto, racionalidade, vontade, personalidade.
Qualidades negativas: medo, ódio, raiva, stress, ansiedade, falta de identidade, abuso de poder, controladores dependentes, e superatividade mental e intelectual; problemas digestivos, problemas de vista, de pele.
Esse chakra, quando bem energizado, indica que a pessoa é voltada para emoções e prazeres imediatos. E quando fraco, sugere carência energética, baixo magnetismo, suscetibilidade emocional e a possibilidade de doenças crônicas.
Se o teu plexo solar está em equilíbrio, encarnas o Corajoso. Este é o mais forte dos arquétipos pessoais, que reflete, positivamente, o teu nível de autoconfiança, de auto-valorização e de poder pessoal com um profundo respeito por tudo o que te rodeia. Sempre que este centro está desequilibrado por falta de energia, começas a encarnar o Submisso. Quando este centro está desequilibrado por excesso de energia, dás contigo a ser Dominador. Quando a tua ignorância te leva a manifestar este arquétipo, o teu único investimento vai no sentido de influenciares as coisas a teu favor e controlares a parcela do mundo que te rodeia.
Chakra Cardíaco – Anahata

Em sânscrito significa invicto, inviolado.

Localização: O seu cone de energia é verde e fica no coração

Elemento: ar
Sentido: tato
Glândula endócrina: timo
Planeta: Vênus
Alimentos: verdes e amargos
Corpo sutil: astral
Relação com o corpo físico: coração, pulmão, sangue, pele.
Qualidades positivas: energiza o sangue e o corpo físico, amor incondicional, compaixão, equilíbrio, harmonia, paz, perdão, compreensão, partilha, sensibilidade. Transcendência da crítica e do julgamento, do preconceito e do pensamento dualístico.
Qualidades negativas: Instabilidade emocional, desequilíbrios, problemas de coração e de circulação, imuno deficiência, doenças do sistema respiratório e circulatório.
O quarto chakra situa-se na direção do coração, e se relaciona com o timo e o coração. Quando ativado, desenvolve todo o potencial para o amor altruísta, quando enfraquecido indica a necessidade de se libertar de egoísmo.
Se o teu centro cardíaco está em equilíbrio, vivencias o Altruísta. Ser capaz de expressar este arquétipo implica que, primeiro e principalmente, te ames a ti mesmo, donde se deduz que, no chakra raiz mora, certamente, a Boa Mãe. Daqui se deduz que, sem reconheceres quem és, sem te compreenderes e aceitares, não podes ressoar e entender a vibração do verdadeiro Amor .
O Amor é composto por nove ingredientes:
Paciência O Amor é constante.
Bondade O Amor é benigno.
Generosidade O Amor não sente ciúmes.
Humildade O Amor não se envaidece.
Delicadeza O Amor é gentil.
Tolerância O Amor não se exaspera.
Inocência O Amor não se ressente do mal.
Sinceridade O Amor regozija-se com a verdade.
Entrega O Amor é altruísta.
Assim sendo, tu, enquanto Altruísta amas as pessoas, os animais, as plantas, a vida, enfim. Especialmente, amas e respeitas-te a ti mesmo, aceitas-te completamente. Por teres redescoberto Deus dentro de ti, não tens outra escolha senão irradiá-lo. Aliás, nem se trata de escolha, porque passa a ser a manifestação da tua verdadeira natureza.
Sempre que este centro está desequilibrado por falta de energia, começas a encarnar o Solitário. Significa isto que és incapaz de experimentar a verdadeira intimidade e comunhão. Assim, quando alguém se aproxima demasiado do teu núcleo vulnerável, se fecha e começa a sabotar a relação, seja ela de amizade, ou de caráter mais íntimo. Quando experimentas o Solitário, sentes uma sensação de vazio que expressas como hipocrisia, timidez, retração, aridez sentimental, desconfiança, superficialidade e, em última instância, como tendência suicida. Curiosamente, pode até acontecer que gostes de dar, e estejas sempre disponível para os outros. Todavia, porque tens o coração bloqueado, não te sentes ligado à fonte de Amor – aquilo que, no fundo és.
Quando este centro está desequilibrado por excesso de energia, a tua personagem favorita tende a ser o D. Juan. Neste caso, ao contrário da personagem anterior, vives tão desamparado que tens de conquistar a atenção e o afeto dos outros, custe o que custar. É a tua forma de te sentires vivo e com algum sentido de autovalorização. Por isso, não sabes viver sem ser na dependência do Amor e da afeição dos outros. Todavia, quando o coração é verdadeiramente solicitado, se encolhe, se fecha, receando uma possível ofensa, ou rejeição.
Chakra Laríngeo – Vishudda

Em sânscrito significa o purificador.
Localização: O seu cone de energia é azul e fica na garganta
Elemento: éter
Sentido: audição
Glândula endócrina: tireóide
Planeta: Mercúrio
Alimentos: frutos e vegetais de coloração azulada (aspargos, uva, jamelão, jabuticaba).
Corpo sutil: eterico
Relação com o corpo físico: nariz, ouvidos, garganta, amídalas e a tireóide.
Qualidades positivas: Som, vibração, comunicação, criatividade, conhecimento, honestidade, integração, lealdade, audição e comunicação espiritual, poder de oratória.
Qualidades negativas: Depressão, ignorância, problemas de comunicação, zumbidos no ouvido, fechamento da pessoa em si mesmo, dificuldade de mudança e sensação de nó na garganta.
O quinto chakra fica na frente da garganta e está ligado à glândula endócrina tireóide. Ele relaciona-se com a capacidade de percepção mais sutil, com o entendimento e com a voz. Quando desenvolvido, de forma geral, indica força de caráter, grande capacidade geral e de discernimento. Em contrário, indica doenças tireoidianas, fraqueza de diversas funções físicas, psíquicas e emocionais.
Se este centro estiver em equilíbrio, encorporas o Comunicador. Quer isto dizer que te expressas com uma voz melodiosa e afável, calma e pausada, harmoniosa e bela. Exprimes, sem qualquer constrangimento, tanto a fraqueza como a força, tanto a alegria como a tristeza, tanto a oralidade como o silêncio.
Sempre que este centro está desequilibrado por falta de energia, começas a encarnar o Tímido. Neste caso, tens muita dificuldade em te exprimires. És retraído, calado, introvertido, talvez gago, e só falas das coisas banais do quotidiano. Quando te atreves a exprimir alguma emoção ou pensamento mais íntimo, não tardas a sentir um nó na garganta que te apaga a voz e encurta a respiração.
Quando este centro está desequilibrado por excesso de energia, dás contigo a ser Tagarela. Optando por esta via, manipulas os outros com discursos e tentas, desesperadamente, atrair a atenção sobre ti, através de um fluxo inesgotável de palavras. Invades o tempo e a disponibilidade das pessoas, sem te preocupares se isso as incomoda.
Chakra Frontal (chakra do terceiro olho) – Ajnã

Em sânscrito significa o centro do comando
Localização: O seu cone de energia é índigo e fica na testa, entre as sobrancelhas.
Elemento: mental
Sentido: intuição e percepção extrasensoriais.
Glândula endócrina: pituitária
Planeta: Júpiter
Alimentos: frutos e legumes roxos ou azuis.
Corpo sutil: corpo crístico.
Relação com o corpo físico: olhos, rosto, sistema nervoso central e equilíbrio físico.
Qualidades positivas: revitaliza o sistema nervoso e a visão, concentração, devoção, intuição, imaginação, sabedoria, espiritualidade, acesso ao eu autêntico, clarividência, clariaudiência.
Qualidades negativas: medo, pesadelos, distúrbios do sono, tensão, dores de cabeça, perda de concentração, problemas nas vistas, cinismo, depressão, nervosismo, hipocrisia, esquizofrenia, paranóias, pensamentos rígidos.
Na tradição hinduísta está ligado à capacidade intuitiva e à percepção sutil. Quando bem desenvolvido, pode indicar um sensitivo de alto grau. Ele enfraquecido aponta para tumores cranianos.
Se o teu chakra frontal está em equilíbrio, encarnas o Intuitivo. Se assim for, és o Eu-espírito encarnado. Possuis a faculdade de abstração mental, a capacidade de visualização e beneficias da compreensão intuitiva.
Sempre que este centro está desequilibrado por falta de energia, começas a ficar muito parecido com o Ignorante. És, portanto, muito distraído, a memória é fraca e vives quase exclusivamente através da razão, da lógica e do intelecto. Por vezes, se queixa de algum tipo de desequilíbrio psíquico. Dado que a tua percepção da verdadeira realidade é praticamente nula, a insegurança decorrente dessa ignorância faz sentir, é claro, imensa apreensão sobre o futuro e a morte.
Quando este centro está desequilibrado por excesso de energia, então encorporaso papel de Intelectual. Dedicas-te, por conseguinte, quase exclusivamente à veneração da mente concreta inferior e dos seus atributos. És um manipulador da informação, mas um mau gestor dela, porque não sabes transformá-la em conhecimento através da experiência.
Chakra coronário – Sahashara

Em sânscrito significa o lótus de mil pétalas

Localização: O seu cone de energia é violeta, fica no topo da cabeça, acima e no centro.
Elemento: espaço/éter
Sentido: relação com o plano cósmico
Glândula endócrina:pineal
Planeta: Urano
Alimentos: frutos e vegetais roxos.
Corpo sutil: causal
Relação com o corpo físico: cabeça, sistema nervoso central e periférico.
Qualidades positivas: revitaliza o cérebro, percepção além do tempo e do espaço, abre a consciência para o infinito, união com todo o cosmo, sensação de infinidade espiritual, consciência superior.
Qualidades negativas: Alienação, confusão, depressão, falta de inspiração, medo do desconhecido, recusa-se a ser guiado pela intuição, rebeldia, enxaquecas, sono alterado, doenças neurológicas, esquizofrenia e esclerose.
O sétimo chakra é considerado de grande importância entre os chakras, relaciona-se com o padrão energético global da pessoa, é conhecido como o chakra da coroa. É representado por uma flor de lótus de mil pétalas. Através dele, recebemos a luz divina.
Se o teu chakra coronal está em equilíbrio, encarnas o Mestre, o símbolo da maestria espiritual, porque reconheceu finalmente que não existe qualquer separação entre o seu Eu-espírito, o representante de Deus, e a vida exterior.
Sempre que este centro está desequilibrado por falta de energia, és conhecido como o Desorientado. Neste caso, não sabes o que fazer da vida, porque a tua existência decorre separada da plenitude de Deus. Esta situação impede-te, evidentemente, de te libertares totalmente do medo.
Quando este centro está desequilibrado por excesso de energia, passas a vida a ser como o Arrogante – o estádio superior do Intelectual. Aqui, parece não haver remédio para a prepotência dos teus valores pequenos e mesquinhos, da limitação doentia da tua mente estagnada, enfim, da tua ignorância, pois a mente que acredita ter uma vontade capaz de se opor à Vontade de Deus, acredita igualmente que pode ter sucesso.

Outros assuntos relacionados:

Explicação Física: O que são os Nadis e como surgem os Chakras

Chakras Secundários

O Chakra das mãosChakras Superiores: Os Novos Chakras

Doenças ligadas ao desequilíbrio dos Chakras

Exercícios para energizar os chakras

Ferramenta para auxiliar no equilíbrio dos Chakras

No comments yet

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s